E Cristo Te Iluminará! (Ef 5.14)

 

Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese

ONLINE
1





Testsssss


SERÁ QUE VOCÊ PRECISA FAZER COACHING? VEJA!

SERÁ QUE VOCÊ PRECISA FAZER COACHING?

"Você pode perguntar: será que eu preciso fazer Coaching?" Quero mencionar aqui apenas três sinais que indicam a importância de você fazer.

1º - Você já sente uma forte insatisfação em um ou mais aspectos da sua vida? Já pensou que alguma coisa precisa mudar?

2º - Mudar de vida, de emprego, aumentar sua performance profissional, mudar fisicamente...

3º - Enfim, você percebe que as coisas não estão saindo como você quer, tanto na sua vida pessoal quanto em aspectos profissionais?

O Coaching é um processo totalmente direcionado para que o indivíduo alcance os seus objetivos. Os resultados são percebidos em poucas sessões e promovem mudanças reais. No processo de Coaching, para que se tenha sucesso, é necessário ter foco, e estar disposto a fazer mudanças e empenhar-se para que aconteçam. Por isso o processo requer total comprometimento e ações práticas semanais.

                                         Todo mundo quer estar em uma posição de sucesso, mas poucos estão dispostos a fazer mudanças profundas. Será que você está preparado para realizar a mudança para alcançar aquilo que tanto deseja em sua vida?

É bom lembrarmos, no entanto, antes de tudo, que é necessário entender o que não é Coaching! O processo de Coaching não é terapia, não é psicanálise, não é psicoterapia, não é hipnose etc... Fazer sessões de Coaching não irá resolver questões existenciais, traumas emocionais e disfunções psicológicas. Coaching não é isso! Cada profissional na área que lhe compete!

O Coaching trabalha no presente em direção ao futuro de forma propositiva para apoiar o cliente no alcance de suas metas, tendo sempre o foco na solução e no positivo, com ações práticas na busca de resultados rápidos.

 Se você tem dificuldade de tomar decisões, sejam elas de natureza pessoal ou profissional, você não precisa de um processo de coaching, mas de counseling. Um conselheiro pode ser contratado, com base no seu profundo conhecimento sobre um tema específico, ajudá-lo a sentir-se mais confortável ao fazer escolhas difíceis. Em vez de um processo, o trabalho é bastante pontual e pode se restringir a uma única reunião: você pede e recebe aconselhamento e a relação termina. Se você não quer pensar a fundo sobre um determinado tema, apenas ouça os conselhos. A partir daí,  fica a seu cargo como aplicar as informações obtidas ou como executar sua decisão.

Se você quer ser acompanhado de perto por um profissional experiente que compartilhe aprendizados e mostre o caminho das pedras, você não quer um coach, mas um mentor. A mentoria é um processo conduzido por alguém que, preferencialmente já passou por diferentes experiências e carrega consigo um alto grau de sabedoria sobre um negócio, mercado ou atividade. Em algumas organizações é possível, por exemplo, que um diretor se torne mentor de um gerente. Também pode ocorrer de a mentoria ser prestada por um profissional independente. Nesses casos, a relação entre mestre e aprendiz parte do uso de uma experiência consolidada para desenvolver novos talentos e potenciais.

Se você quer um solucionador de problemas, você não precisa de coaching, mas de consultoria. O consultor é o profissional recomendado para quando se busca uma resposta sobre o que fazer diante de um desafio. Seu trabalho identifica, observa e analisa os principais elementos da questão que se procura solucionar. A partir desta análise, ele propõe um conjunto de ações capaz de acabar com o problema e pode, inclusive, executar essas ações por si próprio. Outra possibilidade é que ele explique aos envolvidos o que deve ser feito em cada situação. Consultores podem ajudá-lo na constituição de uma empresa ou desenvolvimento de plano de negócio, por exemplo. Mesmo se o seu problema estiver relacionado a algum aspecto da vida privada e você quer um modo de agir, você também não precisa de um coach, mas de consultoria em organização pessoal, estilo e boas maneiras.

Se você quer resolver uma questão relacionada a eventos passados, sejam eles de ordem física, psíquica e emocional, que por algum motivo o impede de trabalhar e se relacionar, talvez você também não precise de um coach, mas de um terapeuta. O foco de um processo terapêutico diz respeito ao entendimento, à elaboração e à ressignificação de questões subjetivas e inconscientes que bloqueiam sua expressão ou convivência com determinadas pessoas ou grupos, ou ainda a capacidade de tolerância e superação de determinados eventos – ou todas essas coisas juntas.

Agora, se você quer encontrar em si mesmo os caminhos para dar conta de todos os desafios descritos acima, então é possível que você esteja em busca de um processo de coaching. Em inglês essa palavra quer dizer “treinamento” e é justamente isso: com a ajuda de um profissional (o coach) e encontros periódicos, são praticadas novas formas de pensar, agir e sentir.

Um coach parte do pressuposto de que você é o especialista da sua vida. Não existe ninguém melhor para saber o que funciona e não funciona e quais seus verdadeiros anseios, medos, desejos; ou quais seus valores e princípios e o que trás motivação ou frustração. Um coach não dá respostas. Ele faz perguntas. A premissa é: você já tem todas respostas e, por algum motivo que será investigado durante o processo, não está fazendo uso dessa vantagem competitiva tão bem quanto poderia. Talvez nunca tenham lhe ensinado isso ou ensinaram e você se esqueceu. Pode ser que você tenha se desenvolvido, mas continue se comportando como uma versão desatualizada de si mesmo. Ou então você ainda não parou por tempo o suficiente para prestar atenção em si, para se ouvir, para entender seus próprios pensamentos, sentimentos e forma de levar a vida.

É possível também que você até tenha feito todas essas coisas, mas por questões relacionadas a medo, insegurança, controle emocional, falta de clareza, entre outras, você escolheu não avançar. Pior, você escolhe recuar, atacar, se defender e dar a outrem um poder que bem poderia ser usufruído por você.

Como fazer uma pessoa pensar melhor por ela mesma e encontrar dentro de si todas as respostas que procura? O processo de coaching permite que se aprenda o funcionamento dessa dinâmica: qual pergunta eu preciso fazer para lidar com determinada situação? Quais perguntas eu tenho evitado fazer? Por quê? Não raro, um processo de coaching mostra aquilo que a pessoa não só tem dificuldades, mas também o que ela não quer ver.

As perguntas incomodam, mas descobrir, com a ajuda de um profissional, que para todas as perguntas há uma resposta interna, é libertador. Cria-se um senso de empoderamento e protagonismo diante da própria vida. Quando isso acontece, percebe-se com clareza como, quando, onde e o quê precisa ser feito para implementar a solução alcançada. E nessa fase o coach apoia a construção e o planejamento de ações. Assim como muitas pessoas dizem nos aplicativos de relacionamento que o objetivo delas é sair dali, o objetivo de quem faz coaching é sair do coaching, tornando-se o personagem principal das histórias por trás de suas conquistas.

 

⇓⇓⇓⇓⇓⇓⇓⇓⇓

       

E te enviaremos, gratuitamente, um questionário para ser preenchido e devolvido para nós, e assim terás uma noção do processo.

 

 

        

 

       

 

 Nossos Artigos 

                                                                    Meu Perfil

“Eu realmente só amo a Deus, na proporção em que amo a pessoa que menos amo” (Dorothy Day)     

Pastor, Teólogo, Psicólogo e Formação em Coaching - Personal Life Coaching (Spiritual Life Coaching).

Sou natural de Goiânia, Go. Moro em SP desde 1983. Formei-me em teologia em Belém do Pará, e depois faculdade de teologia e psicologia em SP.  Pastorei em vários lugares do Brasil: Pará, São Paulo, Brasília, Goiânia, Palmas e São Pulo Novamente.  Sou um buscador contumaz da verdade, nunca me conformei com nada menos que a verdade. Depois de tantos anos pertencendo ao sistema religioso, observando a vida e a mensagem de todos os que, também, fazem parte  do mesmo sistema, tanto leigos quanto clérigo; sempre percebi  que a verdade pregada e vivida era sempre relativa, e não transforma, de fato, a ninguém. O novo nascimento que se prega, não é verdadeiro; é um equívoco enorme. Praticamente ninguém nasce de novo, talvez um em um milhão, (não estou julgado), mas foi o que eu sempre vi e vejo. Você não? Seja sincero!  As coisas velhas nunca mudam, pois não há nova criatura. Veja neste site o que penso hoje. Continuo buscado, a jornada é longa e o caminho é infinito. Devemos ser sempre buscadores. Mas para trilhar um caminho é preciso dar o primeiro passo. Só depois de 40 anos tentado enveredar-me por esse infinito caminho da jornada eterna, eu pude dar o  primeiro passo. Quando buscamos a verdade com empenho e vamos descobrindo aos poucos, sofremos muitos impactos. Crenças e paradigmas precisão ser quebrados. E isso custa muito caro para nós. Dogmas e crenças arraigados provocam profundo sofrimento no processo emocional. Por isso a maioria prefere se apegar em suas crenças antigas, sem nunca examiná-las em profundidade, do que ter que romper com elas. Quase sempre essas crenças e dogmas são passados  de geração a geração de milênio a milênio e são aceitos sem questionamento. Jesus disse: "Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará". De que verdade Jesus está falando, você já pensou nisso?  Essa verdade da qual Cristo fala é a verdade pura e cristalina, sem a manipulação do homem. Onde se pode consegui-la? Essa verdade não é encontrada em livros, sejam eles quais forem, nem em dogmas e crenças humanas. Ela só pode ser encontrada no nosso íntimo. O nosso íntimo é um lugar sagrado, onde somente nós e Deus podem acessar. Ninguém pode  invadi-lo para corromper e manipulá-lo, por isso a verdade emana dele  de uma forma plena e confiável. Você já parou para pensar que sua mente pode estar condicionada a ensinamentos milenares, mas que não expressam a verdade?  Pense nisso, qual a garantia que você tem em relação a verdade que sua mente condicionou? 

*********

“Procuro o lado bonito de cada pessoa, suas especialidades, sua luz, as qualidades internas mais  profundas e  reais, atrás das sombras, das fraquezas. Aceito cada uma com sentimento de perdão e misericórdia no meu coração, substituindo as críticas e a visão dos defeitos  por pensamentos que irradiam ausência de julgamento,  e conscientemente gero energia positiva, ajudando a transformar a atmosfera ao meu redor. Crio uma nova forma de pensar gerando paz, serenidade e contentamento”.

wink wink laughing   

 Nossos Artigos